MANUEL DUARTE

Manuel de Jesus Monteiro Duarte, mais conhecido como Manecas Duarte, nasceu em 18 de janeiro de 1929 na Praia, e morreu em 21 de agosto de 1982.
Filho do Padre Francisco Duarte, casou-se com Cármen de Santa Rosa, conhecido como Milú Duarte, com quem teve três filhos.
Licenciou-se em Direito na Universidade de Coimbra e tornou-se delegado do Ministério Público na ilha de São Vicente, antes de ser transferido para Angola no início da década de 1960. Ele então trabalhou como advogado com Maria do Carmo Medina.
Juntamente com seu irmão Abílio, foi um dos pioneiros da luta pela Independência, sob a égide do PAIGC, e ambos escreveram a proclamação da independência de Cabo Verde.
Após a proclamação da independência, tornou-se Presidente do Primeiro Supremo Tribunal de Justiça, Procurador da República (1975-1976 / foto anexa), assessor do Presidente Aristides Pereira e primeiro Presidente do Instituto Cabo-Verdiano do Livro (ICL), em 1976.

Em 17 de Fevereiro de 1995, foi-lhe atribuída postumamente a "medalha de 1a classe da Ordem do Vulcão" pelo Presidente da República, António Mascarenhas Monteiro, juntamente com Eugénio Tavares, José Lopes da Silva, Pedro Monteiro Cardoso e Januario Leite. 
Em 21 de Maio de 2009, a Câmara Municipal da Praia deu o seu nome à rua principal da Prainha.